São Bernardo Esporte

São Bernardo implanta tênis de mesa voltado a pacientes com Parkinson

Treinos regulares da modalidade, dentro do Programa Campeões da Vida, ocorrem nas dependências do Complexo do Baetão para complementar tratamento da doença

  • Data: 09/02/2024 17:02
  • Alterado: 09/02/2024 17:02
  • Autor: Fábio Martins
  • Fonte: PMSBC
tenis-de-mesa-parkinson

Crédito:Omar Matsumoto/PMSBC

Medida inovadora que visa aliar a prática esportiva a cuidados com a saúde na cidade. Dentro deste conceito, a Prefeitura de São Bernardo, sob gestão de Orlando Morando, deu pontapé inicial em projeto pioneiro no poder público que oferece a modalidade de tênis de mesa para portadores da Doença de Parkinson, com objetivo de ressignificar o dia a dia deste público. Nesta plataforma, atrelada ao Programa Campeões da Vida, o município criou turma com fluxo de treinos regulares, nas dependências do Complexo do Baetão, para auxiliar no tratamento complementar do Parkinson.

Baseado em estudos científicos, o projeto, implantado pela Secretaria de Esportes e Lazer de São Bernardo, atende, atualmente, seis pessoas, com mais de 55 anos, diagnosticadas pela doença. Com danos ao sistema nervoso central, o Parkinson, em síntese, afeta as funções motoras, prejudicando os movimentos – em diversos casos, tremores nas mãos – e o equilíbrio do corpo. A iniciativa já alcança melhorias significativas junto aos atletas, tanto nos reflexos por estímulos ao cérebro quanto na locomoção e função cognitiva.

Professor de educação física da rede municipal e coordenador da modalidade do tênis de mesa, Douglas Wili pontuou que diversos sintomas do Parkinson são atenuados durante os treinamentos, o que contribui no cotidiano dos atletas. “Como resultado, vemos a redução das crises, até para quem tem problema de mobilidade, travamentos musculares. Os benefícios com a prática do tênis de mesa vão muito além do que as pessoas possam imaginar. Estudos mostram que o tênis de mesa é a atividade que mais apresenta melhora para quem possui o diagnóstico.”

Aposentado em uma multinacional como gestor de TI, Douglas Boldrini, de 55 anos, tem Parkinson desde os 39 e é um dos principais incentivadores do grupo. “Busquei o tênis de mesa por ser muito importante como complemento à fisioterapia. A modalidade trabalha equilíbrio, lado cognitivo, reflexo, agilidade, coordenação motora e um detalhe: muda o foco. Em resumo, na verdade, trata-se de qualidade de vida”, frisou, ao emendar que entrou, inicialmente, no Campeões da Vida para se desafiar. “Quem tem Parkinson, a tendência é ficar depressivo, se isolar do convívio. Sabendo lidar com a situação, é possível ter essa qualidade de vida. Socialização é essencial.”

O Campeões da Vida, iniciativa de São Bernardo, é voltado ao desenvolvimento físico, cognitivo e socialização da pessoa idosa. O programa, implementado em 2017, abriu a categoria específica para preencher uma lacuna. No Brasil, a estimativa do Ministério da Saúde é que cerca de 200 mil pessoas tenham a doença. Em termos municipais, no ano passado, São Bernardo registrou 1.478 atendimentos de pacientes com Parkinson.

Outro integrante do grupo, o ex-bancário Jorge Clemente, de 63 anos, hoje aposentado, teve diagnóstico de Parkinson há seis anos. Segundo ele, uma reportagem de TV sobre o tema influenciou em sua decisão de começar a prática visando melhorar seus sintomas. “Pude comprovar. Posso até tremer em determinadas situações, mas quando pego a raquete paro de tremer. Me interessei bastante, participei de campeonato (Brasil Parkinson) e já trouxe até medalha para São Bernardo. Ouro nas duplas e prata no individual (perdi para um senhor que chegou de andador, e que jogava muito). Não pretendo parar. Fico com mais ânimo e equilíbrio, além dos bons resultados.”

Para o titular da Pasta de Esportes e Lazer de São Bernardo, Alex Mognon, o esporte não se restringe à atividade física, “é um catalisador de saúde, bem-estar e prevenção”. “A sociedade reconhece, cada vez mais, o papel fundamental do esporte na vida das pessoas. É incrível verificar os benefícios que o esporte proporciona a este público.”

PROJETO – As inscrições para o projeto do tênis de mesa, inserido no Programa Campeões da Vida, devem ser feitas por meio do site: cursosesportivossbc.com ou direto no Complexo do Baetão, mais precisamente na área anexa ao Ginásio de Esportes Paulo Cheidde (Rua Dona Júlia César Ferreira, 270, Baeta Neves).

A turma de Parkinson treina, atualmente, de terça e quinta-feira, das 10h às 11h30. Também nestes dias, à tarde, das 14h às 16h30, há treinos da modalidade no Campeões da Vida. Caso haja necessidade do período noturno, de segunda e quarta-feira, das 18h às 21h, tem treinos livres de formação, incluindo PCDs (Pessoas com Deficiência), nos quais é possível acolher portadores de Parkinson. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: 2630-7410.

Compartilhar:

  • Data: 09/02/2024 05:02
  • Alterado: 09/02/2024 05:02
  • Fábio Martins
  • PMSBC









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados