Procon Consórcio ABC realiza série de fiscalizações contra preços abusivos

Operações são realizadas em estabelecimentos como farmácias e supermercados, com apoio do Núcleo Regional de Santos do Procon e dos Procons Municipais

  • Data: 17/04/2020 16:04
  • Alterado: 17/04/2020 16:04
  • Autor: Rodolfo Albiero
  • Fonte: Consórcio Intermunicipal Grande ABC
Procon Consórcio ABC realiza série de fiscalizações contra preços abusivos

Procon Consórcio ABC realiza série de fiscalizações contra preços abusivos nas sete cidades

Crédito:Divulgação/Fundação Procon.SP

Você está em:

Por iniciativa do Procon Consórcio ABC, com apoio do Núcleo Regional de Santos do Procon, estabelecimentos comerciais das cidades do Grande ABC têm recebido ações de fiscalização contínuas neste mês. As diligências estão ocorrendo em locais que receberam denúncias de preços abusivos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A série de fiscalizações teve início na semana passada, com ações em Ribeirão Pires, São Caetano, Diadema e Santo André. Nesta semana, as atividades prosseguiram na terça-feira (14/4), em Mauá e Ribeirão Pires, na quarta-feira (15/4), em Diadema e na quinta-feira (16/4), em Santo André. As diligências continuaram nesta sexta-feira (17/4), em São Bernardo do Campo.

As operações são realizadas em estabelecimentos como farmácias, supermercados e distribuidoras de gás, ressaltou a coordenadora do Procon Consórcio ABC, Edna Pereira de Carvalho. Entre as denúncias recebidas está o aumento abusivo de preços de produtos como máscaras, luvas e álcool em gel, assim como sobre os preços de itens da cesta básica nos supermercados e botijões de gás.

 “Os Procons Municipais do Grande ABC recebem as denúncias contra preços abusivos praticados durante a pandemia. A parceria entre o Procon Consórcio ABC, os Procons Municipais e o Núcleo Regional de Santos do Procon tem sido fundamental para a realização das diligências”, afirmou a coordenadora.

Entre as medidas de combate ao coronavírus, o governador João Doria designou o diretor executivo da Fundação Procon, Fernando Capez, como secretário estadual extraordinário de Defesa do Consumidor do Estado por 120 dias, contados a partir de 9 de abril. O objetivo da iniciativa é dar mais força e capacidade deliberativa e de ação ao secretário e sua equipe.

 “Quem estiver tendo lucro excessivo e injustificado vai ser multado, o consumidor é o único que não tem que pagar essa conta”,  afirmou Capez, que está acompanhando o trabalho realizado nesta semana em diferentes cidades do Estado.

Compartilhar:

  • Data: 17/04/2020 04:04
  • Alterado: 17/04/2020 04:04
  • Autor: Rodolfo Albiero
  • Fonte: Consórcio Intermunicipal Grande ABC









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados