ABC Mobilidade

Trecho entre Brás e Tatuapé será interditado nos dias 13, 20 e 27 de novembro

Alternativa para os passageiros nestes domingos será a Linha 11-Coral, que reduzirá intervalos; Linha 3-Vermelha do Metrô também pode ser usada

  • Data: 09/11/2022 11:11
  • Alterado: 09/11/2022 11:11
  • Autor: Redação
  • Fonte: CPTM
Trecho entre Brás e Tatuapé será interditado nos dias 13

Crédito:Divulgação

O trecho entre as Estações Brás e Tatuapé, na Linha 12-Safira da CPTM, será interditado nos últimos três domingos do mês de novembro, para obras na via. Isso significa que, especificamente nestas datas, a Estação Tatuapé será o ponto inicial do percurso até Calmon Viana.

Nos dias 13, 20 e 27 de novembro, durante todo o horário de operação (4h à meia-noite), a alternativa aos passageiros será a Linha 11-Coral, que terá intervalo médio entre os trens de oito minutos para atender a demanda das duas linhas. Também será possível utilizar a Linha 3-Vermelha do Metrô, que faz o mesmo trecho. Além disso, o Expresso Aeroporto irá funcionar normalmente nos três domingos.

“Essas interdições são um passo fundamental para tornar a viagem pela Linha 12-Safira ainda mais rápida e segura. Estamos planejando essa operação para que nosso passageiro tenha grandes benefícios em breve”, afirma Luiz Eduardo Argenton, diretor de Operação e Manutenção da CPTM.

Nestes três domingos, as demais linhas que atendem a Estação Brás — Linha 7-Rubi, 10-Turquesa e 11-Coral funcionarão normalmente.

Colaboradores ficarão à disposição dos passageiros para ajudar em caso de dúvidas. A Central de Relacionamento no 0800 055 0121 também estará disponível. A CPTM irá emitir avisos sonoros nos trens e estações sobre a suspensão do serviço neste trecho e as informações também estarão disponíveis nas redes sociais da companhia.

Melhorias na Linha 12-Safira

As obras que serão realizadas no trecho entre Brás e Tatuapé não são as primeiras feitas pela CPTM na Linha 12-Safira.

Até meados de 2020, a Linha 12-Safira tinha um tempo de percurso de 63 minutos de ponta a ponta, resultado de interferências na via e locais com baixo limite de velocidade, o que impossibilitava que o tempo de viagem fosse menor.

A partir de 2019 foram feitos vários estudos que mostravam que seria possível aumentar a velocidade em alguns trechos, feitos por um grupo de trabalho que analisou todos os trechos da linha e planejou as ações a serem implantadas. Entre os pontos observados estavam as características da linha, o panorama das velocidades praticadas, uma passagem provisória assistida, além de restrições por cautela (trecho em que é necessária a redução de velocidade) devido a condições da via e a remodelação do traçado.

As correções foram feitas, e a CPTM pôde reduzir o tempo de viagem em dez minutos — de 63 para 53 minutos – nos dois sentidos, e esta redução possibilitou ainda uma correção na tabela horária que permitiu alteração nos intervalos de pico entre os trens, passando de seis para cinco minutos e meio.

Sabemos da importância desta linha para a população da zona leste de São Paulo e do Alto Tietê, e por isso nunca deixamos de trabalhar para tornar a viagem mais rápida, confortável e segura para todos”, finaliza o diretor da CPTM.

Compartilhar:

  • Data: 09/11/2022 11:11
  • Alterado: 09/11/2022 11:11
  • Autor: Redação
  • Fonte: CPTM









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados