ABC Educação

Governo de SP bloqueia acesso a redes sociais em escolas estaduais

Objetivo é otimizar o uso da infraestrutura tecnológica para o desenvolvimento pedagógico dos estudantes

  • Data: 07/02/2024 10:02
  • Alterado: 07/02/2024 10:02
  • Autor: Redação
  • Fonte: Vereda
Plataforma Não Me Perturbe fecha 2022 com 11 milhões de cadastros

Celular

Crédito:Tânia Rêgo - Agência Brasil

Seguindo medidas adotadas por países da Europa e alguns estados norte-americanos, o Governo do Rio de Janeiro definiu que alunos da rede pública de ensino não podem utilizar celular dentro da escola, nem mesmo na hora do intervalo de aulas. A medida, que foi submetida à consulta pública em 2023, já entra em vigor nesta volta às aulas, em fevereiro.

Em São Paulo, a Secretaria da Educação informa que o Governo decidiu pelo bloqueio do acesso ao TikTok, Instagram e outros aplicativos de redes sociais e streamings sem fins educativos nas escolas estaduais.

Para Arthur Buzatto, presidente e mantenedor da Escola Vereda, é muito difícil cuidar do desenvolvimento amplo (cognitivo, acadêmico, socioemocional) de crianças e adolescentes sem que regras sejam estabelecidas.

“Aqui na Vereda a gente adota um posicionamento em que proibimos o celular na sala de aula e liberamos no intervalo. Porque a sala é um ambiente que exige mais atenção do estudante. É um momento de foco. Por outro lado, eu não quero que a escola seja vista como uma ilha isolada onde o celular não é permitido, mas ao mesmo tempo ele está na sociedade em todo o lugar. Eu libero no intervalo e tento utilizar esse momento como uma forma de instruir, desenvolver esse estudante para o uso saudável da tecnologia. Como eu faço isso? Conversando, oferecendo informação qualificada, espalhando cartazes sobre o tema e promovendo o que eu chamo de competições saudáveis: mesa de pingue-pongue no pátio, pebolim, gincanas de convivência, música, libera a quadra, esportes…

O aluno pode se comunicar com os pais, pode resolver alguma coisa… mas, ao mesmo tempo, ele vai perceber outras coisas acontecendo ao redor que podem ser mais convidativas.

O grande objetivo como instituição de ensino é, de fato, aproveitar o ambiente para tentar compatibilizar a necessidade de desenvolvimento e a integração. A tecnologia está presente e a gente quer que as crianças saibam utilizar de maneira saudável. O que não podemos é nos furtar ao debate.”

Arthur Buzatto está disponível para entrevistas sobre o tema presencialmente, em São Paulo, ou de forma online, em toda a região sudeste.

Compartilhar:

  • Data: 07/02/2024 10:02
  • Alterado: 07/02/2024 10:02
  • Redação
  • Vereda









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados