SP amplia vacinação contra gripe para todo público acima de 6 meses a partir desta quinta (2)

Município tem 1 milhão de doses em estoque nas 471 UBSs e nas AMAs/UBSs Integradas

  • Data: 02/05/2024 07:05
  • Alterado: 02/05/2024 07:05
  • Autor: Redação
  • Fonte: Prefeitura de São Paulo
RJ confirma o primeiro caso da subvariante Ômicron EG.5

Vacinação

Crédito:Rovena Rosa - Agência Brasil

Você está em:

A Prefeitura de São Paulo amplia a partir desta quinta-feira (2) a vacinação contra a influenza, o vírus causador da gripe, para toda a população a partir dos seis meses de idade. Para se vacinar, basta o munícipe comparecer em uma das 471 UBSs do município de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h. Já as Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBS integradas funcionam das 7h às 22h e também aos sábados.

A população pode encontrar a unidade mais próxima por meio da plataforma Busca Saúde (http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br/).

“A ampliação da vacinação para todo o público a partir de 6 meses de idade chega em um momento importante e vai contribuir para proteger a população, além de reduzir os riscos de casos mais graves da doença. Certamente, vai desafogar os serviços de pronto-atendimento e hospitais da capital”, afirmou o secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco.

Neste ano, a campanha de imunização começou no dia 22 de março e foi dividida por fases. Na primeira delas, foram contempladas as pessoas do grupo de risco para a doença: crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias (puérperas), indivíduos com 60 anos ou mais, povos indígenas e comunidades tradicionais quilombolas, população em situação de rua, pessoas com deficiência permanente e pessoas portadoras de doenças crônicas (comorbidades) e imunossuprimidos.

A partir de 1º de abril, a campanha passou a contemplar também as pessoas com maior exposição à doença conforme lista do Programa Nacional de Imunizações (PNI): trabalhadores da saúde; professores do ensino básico a superior; profissionais das forças de segurança e salvamento; profissionais das Forças Armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativa.

Cobertura vacinal

No total, até a última terça-feira (30/04), 1.069.443 doses da vacina contra a gripe já haviam sido aplicadas, totalizando quase 27% do grupo prioritário, composto por cerca de 4,5 milhões de pessoas em todo o município de São Paulo. Em 2023, foram aplicadas mais de 4 milhões de doses de influenza. Já a cobertura entre os grupos prioritários chegou a 52,19%.

Prevenção

O contágio da gripe ocorre por meio das secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. O vírus também é transmitido da forma indireta, pelas mãos que podem levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz, após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias. Medidas simples como lavagem frequente das mãos, uso de máscaras, cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar, lenços descartáveis, manter os ambientes arejados, também ajudam na prevenção da gripe.

Em relação à vacina, são necessárias duas semanas para que ela comece a fazer efeito no organismo. A vacina é segura e não causa gripe.

Mais informações sobre a Campanha de Vacinação contra Influenza na capital em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/vacinacao/index.php?p=363566.

Compartilhar:

  • Data: 02/05/2024 07:05
  • Alterado: 02/05/2024 07:05
  • Autor: Redação
  • Fonte: Prefeitura de São Paulo









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados