Santo André Cidade

Santo André promove pesquisa para compreender percepções sobre descarte de resíduos

Iniciativa integra o trabalho socioambiental realizado por causa das obras de construção de mais 10 Estações de Coleta

  • Data: 25/03/2022 19:03
  • Alterado: 25/03/2022 19:03
  • Autor: Redação
  • Fonte: Prefeitura de Santo André
Santo André promove pesquisa para compreender percepções sobre descarte de resíduos

Crédito:Divulgação / Semasa

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) começou uma mobilização porta a porta para compreender percepções e comportamentos da população sobre a gestão e o descarte correto de resíduos no município. A ação faz parte do projeto de trabalho técnico socioambiental das obras de construção de mais 10 Estações de Coleta, que começam nos próximos dias.

O diagnóstico socioambiental começou pelo Jardim Ana Maria, primeiro local a ser beneficiado com a implantação do novo ecoponto. Agentes devidamente identificados passam de casa em casa para efetuar uma pesquisa e entregar materiais educativos e com informações sobre as obras e os serviços de gestão de resíduos sólidos, executados pelo Semasa.

O questionário possui perguntas sobre problemas que o munícipe identifica no seu bairro, quais tipos de resíduos ele gera em maior quantidade, como é feito o descarte dos materiais – inclusive de resíduos volumosos e perigosos (como lâmpadas, pilhas e baterias), dentre outros.

Com o resultado da pesquisa, o Semasa poderá compreender as necessidades, carências e dificuldade da população, o que é um importante instrumento para planejar e implementar atividades de sensibilização e educação ambiental, além de promover melhorias, o que corrobora com as diretrizes e os objetivos da Política Municipal de Educação Ambiental.

A dona de casa Meire Thomás, de 51 anos, mora há mais de 20 anos na região da Avenida Cândido Camargo, onde será construída a Estação de Coleta Ana Maria. A expectativa é boa para o bairro ter o seu primeiro ecoponto, já que o local sofre há anos com resíduos jogados irregularmente. “Há bastante problema de descarte de lixo na rua. Acho muito importante esse trabalho educativo, pois as pessoas acabam não tendo muito interesse. Misturam recicláveis com o lixo orgânico, jogam na rua. A falta de conscientização é grande”, comenta.

Além do Jardim Ana Maria, os bairros Jardim, Bangu, Vila Guiomar, Jardim Cristiane, Jardim Santo André, Jardim Santa Cristina, Jardim Alvorada e Vila Floresta também vão ser beneficiados com uma Estação de Coleta para a população descartar corretamente resíduos volumosos, como recicláveis, entulho, pneus, resíduos eletrônicos (fogão, geladeira, monitor), colchões, estofados, poda de árvore, dentre outros. Atualmente, o município possui 20 Estações de Coleta.

Com o trabalho técnico socioambiental, o Semasa realizará diversas atividades e visitas para informar e sensibilizar a população sobre as obras e os seus benefícios. Para otimizar ainda mais a gestão de resíduos sólidos, as pessoas que trabalham nas cooperativas de reciclagem da cidade, catadores informais e zeladores dos ecopontos também participarão de cursos e capacitações.

Todo esse trabalho integra o programa Sanear Santo André, que é realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, e pelo Semasa. O programa recebe financiamento de US$ 50 milhões pela CAF, o Banco de Desenvolvimento da América Latina.

O pacote de obras e intervenções também contempla a construção de mais Estações de Coleta, uma nova Central de Triagem de Resíduos (espaço onde ficam as cooperativas de reciclagem), um Centro de Controle Operacional (estrutura para comunicação e monitoramento dos ecopontos) e um piscinão subterrâneo às margens do córrego Guarará.

Também estão previstas a ampliação e modernização do sistema de monitoramento e alerta de chuva, com implantação de fluviômetros, pluviômetros, estações meteorológicas, bocas de lobo inteligentes (equipamento de drenagem com sensor), câmeras para monitorar córregos da cidade e o Rio Tamanduateí e outras tecnologias para que as equipes de drenagem e da Defesa Civil de Santo André possam atuar em ações preventivas contra enchentes e alagamentos.

Compartilhar:

  • Data: 25/03/2022 07:03
  • Alterado: 25/03/2022 07:03
  • Autor: Redação
  • Fonte: Prefeitura de Santo André









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados