Santo André Música

Quintas Musicais completa dez anos e volta à programação de agosto no Sesc Santo André

Retorno do projeto será marcado por shows de jazz e blues

  • Data: 03/08/2022 14:08
  • Alterado: 16/08/2023 23:08
  • Autor: Redação
  • Fonte: Sesc Santo André
Quintas Musicais completa dez anos e volta à programação de agosto no Sesc Santo André

Vasco Faé

Crédito:Nelson de Souza

Realizado desde 2012, o projeto Quintas Musicais oferece gratuitamente shows temáticos no Sesc Santo André em todas às quintas-feiras do mês. As apresentações acontecem sempre às 20h, e são uma ótima opção de lazer após os compromissos, tarefas e rotina diária, para dar às quintas-feiras o tom de véspera do final de semana.

Ao longo dos dez anos de existência, o projeto trouxe ao palco da Comedoria diversos artistas locais, nacionais e internacionais de diferentes estilos musicais. O Quintas Musicais apresenta um novo formato com shows na Lanchonete Externa, e durante o mês de agosto traz músicos e bandas que passeiam pelo jazz e o blues. Os shows acontecem às quintas-feiras, de 4 a 25/8.

4/8

Stefano Moliner e Banda

Apotheosis

Na primeira quinta-feira do mês, Stefano Moliner apresenta o show de lançamento de seu segundo disco autoral, Apotheosis, que traz estudos da música improvisativa como o jazz e a música brasileira, desenvolvendo composições próprias baseadas na pesquisa de ritmos brasileiros, em uma estética contemporânea.

O contrabaixista toca ao lado da banda formada por Fábio Leal (guitarra), Rodrigo Digão (bateria), Jonathan Vargas (piano) e Cássio Ferreira (saxofone). Com uma carreira inteira dedicada à democratização da música instrumental e dos gêneros improvisativos, Moliner traz em seu novo disco canções autorais baseada na mistura de múltiplas influências que vão além da música, em temáticas como o esoterismo, ocultismo, budismo tibetano e a mitologia suméria. 

11/8

Giba Byblos canta Freddie King

Tributo Freddie King

O guitarrista Giba Byblos apresenta um tributo ao lendário Freddie King, um dos maiores nomes do blues de todos os tempos. Na apresentação, elementos coletados a partir de um profundo e minucioso estudo da carreira e repertório de Freddie, incluindo vestimentas, equipamentos e instrumentos utilizados nos shows.

O músico acompanhou a filha de BB King, a cantora Shirley King, em sua primeira turnê pelo Brasil, em 2011. Foi também em 2011 que o guitarrista, cantor e compositor lançou “My Duty”, seu primeiro disco solo, que recebeu ótimas avaliações no Brasil e no exterior.

No ano seguinte, foi a Chicago passar férias e acabou trazendo na bagagem um álbum gravado na Delmark Records, uma das mais antigas e tradicionais empresas fonográficas ligada ao blues, jazz e soul. Como também é produtor musical, Giba destila a experiência de trabalhar com nomes do Chicago Blues como Shirley King, Jon McDonald, Merle Perkins, Toronzo Cannon e Jimmy Johnson.

18/8

Tigres Tristes

Jazz Manouche

Tigres Tristes é um projeto de jazz manouche, também conhecido como gypsy jazz ou jazz cigano, idealizado por Flávio Nunes e Bruno Panichi. Celebra a existência deste estilo peculiar de jazz que sacudiu a boemia de Paris na década de 1930.

25/8

Vasco Faé

Manoblues

O blues é um estilo musical que remete ao sofrimento dos negros escravizados em longas jornadas de trabalho nos EUA. Entretanto, o show Manoblues vem carregado de energia e alegria, tocando gaita, guitarra, fazendo a voz, o bumbo e a caixa. Neste show, Vasco Faé nos mostra porque sua musicalidade é tão impactante e diferente de outros homens-banda

O trabalho solo de Vasco Faé é hoje uma referência nacional dentro do cenário Blues, ao completar 23 anos de carreira profissional, com três CDs solo lançados, sendo um ao vivo, que é o atual lançamento de sua carreira. O Manoblues foi um dos pioneiros no Brasil a se arriscar na arte da coordenação motora ao tocar a gaita no suporte com outros instrumentos de maneira musical e não apenas figurativa, tendo influenciado toda uma geração de gaitistas desde o início dos anos 90.

Tigres Tristes é um projeto de jazz manouche, também conhecido como gypsy jazz ou jazz cigano, idealizado por Flávio Nunes e Bruno Panichi. Celebra a existência deste estilo peculiar de jazz que sacudiu a boemia de Paris na década de 1930.

SERVIÇO  

SHOW – SESC SANTO ANDRÉ 

Quintas Musicais

De 4 a 25/8, quintas-feiras às 12h.

Local: Lanchonete Externa

Classificação etária: livre para todos os públicos

GRÁTIS, sem retirada de ingressos

Sesc Santo André  Rua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo André

Informações: (11) 4469-1200

Compartilhar:

  • Data: 03/08/2022 02:08
  • Alterado: 16/08/2023 11:08
  • Autor: Redação
  • Fonte: Sesc Santo André









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados