Santo André Saúde

Ministério da Saúde visita Santo André para conhecer Fila Zero e outros programas na área

Ampliação das equipes de estratégia da família, que atuam nas unidades básicas, também esteve no foco da visita que durou dois dias

  • Data: 07/12/2023 19:12
  • Alterado: 07/12/2023 19:12
  • Autor: Anderson Fattori
  • Fonte: PSA
ministerio-da-saude-visita

Crédito:Divulgação/PSA

O Ministério da Saúde enviou representante para conhecer programas colocados em prática pela Secretaria de Saúde de Santo André e que têm gerado bons resultados, como o Fila Zero, o Consultório na Rua, além da ampliação das equipes de ESFs (Estratégia Saúde da Família) que atuam nas unidades básicas e que realizam acompanhamento mais próximo dos pacientes, incluindo visitas domiciliares. A visita técnica durou dois dias e serviu também para aproximar o município do governo federal. 

O foco da visita foi a APS (Atenção Primária à Saúde), responsável pelas unidades básicas. Em agosto, a partir de uma reorganização territorial, Santo André pleiteou o envio de R$ 84 milhões anuais por parte do Governo Federal que serão usados para ampliar o número de equipes de estratégia da família, chegando a bairros que não tinham cobertura. Com a contratação de 142 ACSs (Agentes Comunitários de Saúde), o município já passou de 50% para 75% de cobertura das ESFs e a expectativa é alcançar 100% até 2026.

“Ficamos extremamente honrados em receber a visita do Ministério da Saúde que se interessou em conhecer mais de perto programas que colocamos em prática e que têm feito a diferença na saúde pública de Santo André. O Fila Zero, por exemplo, fez a fila andar, literalmente, com mais de 400 mil atendimentos realizados apenas neste ano. Nas unidades básicas, a consulta é marcada com menos de 30 dias, muitas vezes o munícipe já consegue atendimento na mesma semana. Foi uma grande transformação, mas sabemos que ainda tem muita coisa pela frente”, comentou o secretário de Saúde, Gilvan Junior.

A representante do Ministério da Saúde visitou unidades de saúde de Santo André e também conheceu o sistema de regulação de vagas municipal, implantado em 2019, que estabelece prioridades no atendimento de acordo com o estado de cada paciente. 

Também fez parte do roteiro da visita ao Consultório na Rua, vinculado à equipe de Saúde Mental, que é um serviço composto por equipe multidisciplinar e que atua frente aos diferentes problemas, necessidades, riscos psíquicos e agravos à saúde da população em situação de rua. A equipe trabalha essencialmente com as condições de extrema vulnerabilidade das pessoas em situação de rua que possuem questões psicossociais e sofrimentos psíquicos associadas ao uso de drogas, geradoras de sofrimentos físicos e emocionais, com agravos à saúde.

“O Consultório na Rua de Santo André é referência nacional. Em 2022 recebemos dois prêmios importantes, sendo um concedido pela Opas (Organização Pan-americana de Saúde), OMS (Organização Mundial de Saúde) e Conasems (Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde) e um outro pela Fiocruz. É um trabalho excepcional, que chega de fato em quem mais precisa, que é a população mais vulnerável”, destacou a coordenadora da Saúde Mental de Santo André, Marinês Santos de Oliveira.

Compartilhar:

  • Data: 07/12/2023 07:12
  • Alterado: 07/12/2023 07:12
  • Anderson Fattori
  • PSA









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados