Diadema promove qualificação de vendedores de alimentos de rua

Casa da Economia Solidária dá início a curso para melhorar condições de empreendedores populares da cidade

  • Data: 20/04/2022 13:04
  • Alterado: 17/08/2023 05:08
  • Autor: Redação
  • Fonte: PMD
Diadema promove qualificação de vendedores de alimentos de rua

Casa da Economia Solidária dá início a curso para melhorar condições de empreendedores populares da cidade

Crédito:Adriana Horvath

Você está em:

A Casa da Economia Solidária, departamento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de Diadema, promoveu a oficina de introdução à economia solidária, com o objetivo de qualificar a atuação de vendedores de alimentos nas ruas de Diadema. O programa reuniu cerca de 50 pessoas, principalmente comerciantes de carrinhos e barraquinhas dos centros comerciais da cidade.

O foco da ação é melhorar a condição dos produtos vendidos, o processo de preparo e formas de negociação para alavancar o comércio de Diadema. Nesta reunião estiveram empreendedores de açaí, tapioca, churros, cachorro quente, churrasco, milho e derivados, todos já previamente inscritos para participar das atividades dentro da IPEPS (Incubadora Pública de Empreendimentos Populares e Solidários), gerida pela Casa da Economia Solidária.

O que queremos é fazer uma construção coletiva para melhorar a qualidade de trabalho desses empreendedores populares. Com um trabalho em rede, podemos projetar compras coletivas e baratear os produtos, padronizar o modo de preparo dos alimentos, organizar a disposição dos carrinhos. Quem sabe, no futuro, até construir uma associação que possa representá-los”, disse Arildo Mota Lopes, diretor de Economia Solidária de Diadema.

Uma possibilidade discutida nessa oficina foi também de organização desses empreendedores nos centros comerciais da cidade. Diadema tem a disposição de algumas regiões comerciais de bairros, como Serraria e Eldorado, que possuem força local. “Ao fim do processo o objetivo é fazer com que esses empreendedores sociais se desenvolvam, ofereçam produtos de qualidade e possam gerar ainda mais renda”, pontuou Arildo.

Os próximos passos da oficina é, dentro da IPEPS, ofertar curso em conjunto com a Secretaria de Segurança Alimentar sobre higiene e manipulação de alimentos, bem como realizar atividades de introdução à economia solidária.

Compartilhar:










Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados