Diadema lança campanha no Dia Nacional da Visibilidade Trans

Além da campanha “Acolher & Transformar” o evento também apresentou a cartilha “Visibilidade Trans: Muito Além do Gênero”

  • Data: 30/01/2024 11:01
  • Alterado: 30/01/2024 11:01
  • Autor: Iara Santos Luz
  • Fonte: PMD
dia-da-visibilidade-trans

Dia Nacional da Visibilidade Trans

Crédito:Mauro Pedroso

Você está em:

Diadema lança campanha no Dia Nacional da Visibilidade Trans
Mauro Pedroso

Com lançamento de cartilha, da campanha “Acolher & Transformar” e com direito a degustação de delicioso bolo de fruta, a Coordenadoria de Políticas de Cidadania e Diversidades de Diadema lembrou ontem (29/01), o Dia Nacional da Visibilidade Trans, celebrado nesta mesma data.

O evento aconteceu na parte da tarde, no espaço de convivência do Auditório do Quarteirão da Saúde, reunindo militantes e simpatizantes da causa LGBTI+, integrantes da equipe do Ambulatório Dia Trans de Diadema e convidados. Entre eles, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Diadema, Inês Maria, o secretário de Segurança Alimentar, Gel Antônio, e a coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Márcia Damasceno.

O Dia Nacional da Visibilidade Trans foi criado no Brasil há 20 anos, com o objetivo de dar destaque para pessoas transexuais e travestis e de promover cidadania e autoestima. Ao mesmo tempo, a data é um marco na luta por direitos da coletividade e de denúncia contra o preconceito e a transfobia.

“A campanha “Acolher & Transformar” é um trabalho permanente que vamos levar para todos os equipamentos municipais de Diadema, conscientizando os servidores públicos sobre questões como respeito e a importância do nome social para a comunidade trans”, afirma o coordenador de Políticas de Cidadania e Diversidades da Prefeitura Robson Carvalho.

Robson explica que ao falar com transexuais e travestis aplicando essas duas formas de abordagens, há uma melhora no aspecto emocional deles e isso é muito impactante em suas vidas. “Em 71% das pessoas há melhora nos sintomas de depressão; em 65% diminuem as tentativas de suicídio e em 38% há uma redução nas ideações suicidas”, revela o coordenador.

“Acolher & Transformar” será realizada por meio de palestras e distribuição de cartazes, diretamente nos locais, e a meta é estender a ação para outras instâncias públicas e também particulares. “Desde que a Coordenadoria de Políticas de Cidadania e Diversidades foi criada, nós já fizemos mais de 60 encontros em sindicatos, empresas, organizações sociais e mesmo dentro de setores da Prefeitura. É necessário esclarecer o quanto é importante respeitar as pessoas trans, como elas são, reconhecendo sua identidade de gênero e seu nome social “, informa Robson.

Cartilha e exposição – O lançamento da cartilha “Visibilidade Trans: Muito Além do Gênero” está relacionada à exposição do mesmo nome, concebida no ano de 2023, com imagens realizadas pela fotógrafa Adriana Horvath. Ela é composta de 6 painéis, com fotos de moradores de Diadema que se identificam como homens e mulheres trans e travestis.

A cartilha marca a conclusão de um circuito elaborado para a exposição, que passou por diversos centros culturais de Diadema, pelo Paço Municipal, Quarteirão da Saúde e Fundação Florestan Fernandes. A Mostra também foi levada para outros locais fora da cidade, entre eles o Sindicato dos Metalúrgicos do AMC, Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Falando sobre a necessidade de lembrar o Dia Nacional da Visibilidade Trans, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Diadema, Inês Maria, disse que a data é também um dia de luta. “Temos ainda uma longa caminhada pela busca dos direitos das pessoas trans. Por isso, é necessário lutarmos por um Brasil mais inclusivo e a Prefeitura de Diadema, ao criar políticas públicas que resultam na Coordenadoria de Políticas de Cidadania e Diversidades e no Ambulatório DiaTrans, trabalha com essa perspectiva e faz avanços neste campo”, afirmou.

Para a vinculadora do Ambulatório DiaTrans, Dandara Santos, falar do Dia da Visibilidade Trans é trabalhar para que todos os anos a data seja uma referência de luta e também uma oportunidade de conscientização e conquistas. “Temos muito a construir, pois sabemos que é difícil o caminho para que as instâncias públicas implantem mais políticas voltadas ao público trans. Mas vamos à luta! O Dia Nacional da Visibilidade é um momento de mostrar porque estamos aqui, que existimos, e vamos cada vez mais conquistar o nosso espaço”, ressaltou a integrante do ambulatório de Diadema.

Primeira vez – Participando pela primeira vez de um ato sobre o Dia Nacional da Visibilidade Trans, Mozart Nunes de Oliveira e Kelly Cristina souberam do evento porque recebem atendimento no Ambulatório DiaTrans de Diadema. “Eu quis vir nesse evento porque temos que batalhar pela nossa visibilidade e também é um momento de integração e conhecimento”, afirmou Mozart.

Para Kelly Cristina o Dia da Visibilidade, além de marcar uma data importante para a comunidade LGBTQIA+, é uma oportunidade de divulgar a causa. “Hoje as pessoas trans não precisam ficar mais se escondendo. Elas, se quiserem, têm todo o direito de se apresentar e devem ser respeitadas por todos”, disse.

Para saber mais sobre a Campanha “Acolher & Transformar” e a exposição “Visibilidade Trans: Muito Além do Gênero” e como levá-las para as escolas, empresas, entidades ou equipamentos públicos liguem no telefone 11 4051-1210.

Mais informações sobre o Ambulatório DiaTrans acesse.

Compartilhar:

  • Data: 30/01/2024 11:01
  • Alterado: 30/01/2024 11:01
  • Autor: Iara Santos Luz
  • Fonte: PMD









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados