Brasil - Mundo Brasília

TSE multa Flávio Bolsonaro, Zambelli e Gabrilli por associar Lula a morte de Celso Daniel

Ed Raposo, que foi candidato à Câmara pelo PTB em 2022, também foi multado

  • Data: 18/05/2023 12:05
  • Alterado: 18/05/2023 12:05
  • Autor: Redação ABCdoABC
  • Fonte: Estadão Conteúdo
TSE multa Flávio Bolsonaro

Crédito:Reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por 4 a 3, multar o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), a deputada Carla Zambelli (PL-SP) e a senadora Mara Gabrilli (PSD-SP) em R$ 10 mil por propagarem desinformação contra o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022.

A desinformação foi propagada a partir de entrevista dada pela senadora Mara Gabrilli à Jovem Pan News, acusando o PT e Lula de envolvimento com o assassinato de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André (SP) em 2002.

Moraes destacou que o episódio “mostra como a mídia tradicional pode ser instrumentalizada e se permitir instrumentalizar num procedimento em modus operandi participativo das milícias digitais para compartilhar desinformação”.

O relator, Carlos Horbach, votou para multar apenas Gabrilli, Zambelli e Ed Raposo em R$ 5 mil. Já Kássio Nunes Marques defendeu que Gabrilli fosse livrada da multa porque entendeu que na entrevista, a senadora teria compartilhado um “depoimento pessoal”. O ministro também disse que, à época em que a entrevista foi concedida, ainda havia inquérito em tramitação sobre a relação entre o PT e o crime organizado.

O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, rebateu Nunes Marques e disse que o inquérito sobre o envolvimento do PT com a morte de Celso Daniel foi encerrado “há alguns anos” em São Paulo.

Compartilhar:

  • Data: 18/05/2023 12:05
  • Alterado: 18/05/2023 12:05
  • Autor: Redação ABCdoABC
  • Fonte: Estadão Conteúdo









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados