Brasil - Mundo Copa do Mundo

Pia Sundhage destaca desempenho das jogadoras mais jovens na estreia da Copa do Mundo

Seleção brasileira volta a campo no sábado (29), às 7 horas (de Brasília), em Brisbane, onde enfrenta a França, que empatou com a Jamaica na rodada de estreia

  • Data: 24/07/2023 12:07
  • Alterado: 24/07/2023 12:07
  • Autor: Redação ABCdoABC
  • Fonte: Estadão Conteúdo
Pia Sundhage destaca desempenho das jogadoras mais jovens na estreia da Copa do Mundo

Pia Sundhage

Crédito:CBF

Pia Sundhage, treinadora da seleção brasileira, viu jogadoras mais jovens do grupo mostrarem personalidade durante a goleada por 4 a 0 sobre o Panamá, nesta segunda-feira, na estreia pela Copa do Mundo. Os três gols de Ary Borges e o talento de Kerolin, ambas de 23 anos, assim como a solidez defensiva de Lauren, 20, foram alguns dos pontos fortes da equipe treinada pela sueca, que gostou de assistir às suas comandadas jogando com alegria.

“É claro que estou muito satisfeita com o que fizemos até agora. Não sabia exatamente como as mais jovens jogavam hoje. Conversando com elas no vestiário, no pé-jogo, durante as refeições, juntas, percebo que é uma equipe feliz, alegre, e isso já é um bom começo. Se pudermos manter essa alegria, que é contagiosa e envolve muita energia, isso é importante”, comentou a treinadora em coletiva de imprensa após a vitória.

Além da alegria, Pia espera continuar vendo coragem nos olhos das jogadoras nas próximas partidas. Para ela, a postura combativa é essencial para que as brasileiras continuem exibindo um futebol do mesmo nível que foi apresentado durante o animador embate com as panamenhas.

“Eu me irrito quando uma jogadora não tenta. O pior erro que você pode cometer como jogadora, é não tentar. Pela forma que nós jogamos, vi que seria um bom jogo desde o início. Todos fizeram um bom jogos Saiu o primeiro gol, aí veio o segundo… Dava pra ver que eles estavam criando inúmeras chances. Eu fico muito nervosa quando elas ficam paradas”. disse.

Ao lado de Pia na coletiva, Ary Borges, autora do ‘hat-trick’ na goleada e um dos principais nomes da nova geração, mostrou bastante respeito às atletas que construíram a história do futebol feminino brasileiro. “Se eu faço parte dessa renovação, foi porque essas mulheres lutaram pelo futebol feminino. É um momento muito especial, poder viver este momento, fazer três gols no meu primeiro jogo, é uma bela história”, afirmou a atacante do Palmeiras.

Ary foi substituída por Marta no segundo tempo e, ao fim do jogo, recebeu das mãos da Rainha o troféu de melhor da partida, algo pedido por ela mesma. “Já estava sendo um dia especial poder ter feito três gols. Poder ter saído para ela entrar foi uma honra. Pedi que ela me entregasse o troféu de melhor da partida. Ela é muito querida pelo grupo, é nossa maior referência. Às vezes, ela não entende. Eu digo: ‘Marta, a gente te tem como exemplo’”.

Líder do Grupo E, com três pontos, seleção brasileira volta a campo no sábado, às 7 horas (de Brasília), em Brisbane, onde enfrenta a França, que empatou com a Jamaica na rodada de estreia.

Compartilhar:

  • Data: 24/07/2023 12:07
  • Alterado: 24/07/2023 12:07
  • Autor: Redação ABCdoABC
  • Fonte: Estadão Conteúdo









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados