São Paulo Educação

Etec Jaraguá cria filamentos de impressora 3D com garrafa pet

Projeto desenvolvido por alunos do Ensino Médio Integrado ao Técnico em Automação Industrial pretende reaproveitar garrafas pet de maneira simples, rápida e ecológica

  • Data: 03/04/2024 15:04
  • Alterado: 03/04/2024 15:04
  • Autor: Redação
  • Fonte: CPS
garrafa-pet-impressora-3d

Protótipo transforma garrafa pet em filamento de impressora 3D

Crédito:Divulgação

O plano original era criar uma impressora 3D, porém, checando a viabilidade dessa primeira ideia e analisando o alto custo dos filamentos utilizados no equipamento, os alunos do Ensino Médio Integrado ao Técnico em Automação Industrial, da Escola Técnica Estadual (Etec) Jaraguá, localizada na região noroeste da Capital, mudaram o foco da pesquisa para o trabalho de conclusão de curso (TCC) .

Asafe Cerceau Durães, Eduardo Silva Ferreira, Filipe de Barros da Silva, Gabriel de Souza Bomfim e Luis Henrique dos Santos Pereira, sob a orientação do professor Jean Mendes, criaram uma máquina que transforma garrafas pet em filamentos para impressora 3D. “Quando recebemos uma impressora 3D na Etec pensamos em maneiras de baratear o custo dos filamentos para impressão. Transformar uma garrafa pet nesse material é simples e rápido, além de trazer benefícios para o meio ambiente”, afirma Eduardo.

Para dar vida ao projeto, foi necessário criar um protótipo para triturar a garrafa. Nesta etapa, é importante que a matéria-prima esteja limpa, sem qualquer resíduo metálico e umidade. Depois, o pet vai para a extrusora, máquina que derrete o material, dando a forma de filamento para impressora 3D. “Hoje estamos ajustando algumas partes mecânicas para que o projeto se torne 100% funcional”.

O orientador da equipe comenta que cada projeto tem uma dinâmica diferente em sala de aula. “Essa criação foi tomando forma durante as conversas. Eu fui acompanhando, pontuando as dificuldades e alertando sobre os cuidados necessários. É muito bacana ver o aprendizado em sala de aula sendo utilizado em benefício dos próprios alunos”, ressalta Jean.

Os estudantes contam que a ideia será, futuramente, aprimorar o funcionamento do projeto. “Queremos ampliar a velocidade de produção do filamento e testar também a possibilidade de utilizar outros plásticos”.

Compartilhar:

  • Data: 03/04/2024 03:04
  • Alterado: 03/04/2024 03:04
  • Redação
  • CPS









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados