Brasil - Mundo Esporte

Depois de sufoco com piratas, brasileiros mostram novo carro no Dakar

UTV foi trazido de Portugal, preparado em tempo recorde e vai disputar prova somente na cor preta: "Não deu tempo para pintar"

  • Data: 05/01/2024 08:01
  • Alterado: 05/01/2024 08:01
  • Autor: Redação
  • Fonte: Assessoria
carro

Cena do teste realizado por Varela e Bozzano antes da largada

Crédito:Yuri Afonso

Em uma corrida contra o tempo, a dupla Rodrigo Varela/Enio Bozzano finalmente conseguiu ver em funcionamento o carro com o qual disputará o Dakar 2024, a partir desta sexta-feira. O duo da equipe Team Brazil teve seus planos prejudicados devido a ataques de piratas houthis, originários do Iêmen, no Mar Vermelho. Além do roubo de cargas, o grupo também age contra embarcações com destino a Israel, em solidariedade ao Hamas.

As ameaças obrigaram a uma mudança de rota do navio cargueiro que levava o equipamento do time para a Arábia Saudita, local da prova, que tem início nesta sexta-feira e vai até o dia 19 de janeiro. O novo trajeto deveria contornar o continente africano e resultaria na entrega do carro e equipamentos só no final da competição. Por isso, a equipe Team Brazil, que disputará a categoria UTV T4 do Dakar, teve que conseguir um novo carro e fazer a preparação em tempo recorde.

“Ficamos três meses trabalhando com o carro que ainda está em viagem no navio. Fomos avisados dos ataques e da mudança da rota no Natal. Então saímos em busca de um UTV Can-Am disponível para ser levado para a corrida, que foi localizado em Portugal. Em praticamente dez dias tivemos que fazer todas as alterações e providenciar o transporte. Nem deu tempo de fazer pintura com as cores dos patrocinadores. Apertamos o último parafuso e só deu tempo de embarcar o carro, que chegou em cima da hora para a vistoria técnica. Mas o importante é que deu certo. Agora, é continuar trabalhando para terminar a corrida”, contou Rodrigo Varela, cuja equipe tem apoio das empresas Divino Fogão, Can-Am, Motul e Quadrijet.

“Não temos peças reserva e muitas ferramentas. Estamos conseguindo muita coisa emprestada. Hoje, por exemplo, conseguimos uma nova centralina do motor, que é mais moderna que a nossa, uma versão desatualizada e que por isso nos deixava mais lentos. E a vida segue assim. O rally todo vai ser meio roots, na raça e sem filtro. A gente já imaginava que esse Dakar seria uma grande aventura. Mas agora temos certeza disso. A aventura começou bem antes da largada”, completou o navegador Enio Bozzano.

Primeiro teste – Ontem (04/01), a equipe teve a primeira oportunidade de acelerar o carro preparado às pressas e trazido de Portugal, no shakedown – termo que designa o último teste do carro antes de ir para a competição oficialmente. “Foi uma sensação de alívio e de missão cumprida poder entrar no carro e acelerar. Há uns dez dias, isso parecia algo impossível. Mas conseguimos!”, contou Rodrigo Varela. “Acho que nenhuma outra equipe passou por um perrengue tão grande quanto o nosso. Desde o Natal, vivemos num ritmo alucinado para conseguir achar e montar o carro de acordo com as regras do Dakar. Agora, é ir pra largada com humildade, respeitando o Dakar, que é um desafio enorme que ainda temos pela frente”, resumiu o piloto.

46ª Edição do Rally Dakar
7.891 km de percurso total. Especiais somam 4,727 km
(Data / locais / total do dia / especial)

05/01, Prólogo – Al Ula – 28 km
06/01, Etapa 01 – Al Ula –> Al Henakiyah – 405 km
07/01, Etapa 02 – Al Henakiyah –> Al Duwadimi – 431 km
08/01, Etapa 03 – Al Duwadimi –> Al Salamiya –447 km
09/01, Etapa 04 – Al Salamiya –> Al-Hofuf – 425 km
10/01, Etapa 05 – Al Hofuf –> Shubaytah – 375 km
11-12/01, Etapa 06 – Shubaytah –> Shubaytah (48 horas) – 466 km
13/01 – Descanso
14/01, Etapa 07 – Riyadh –> Al Dawadimi – 473 km
15/01, Etapa 08 – Al Dawadimi –> Hail – 407 km
16/01, Etapa 09 – Hail –> Al Ula – 439 km
17/01, Etapa 10 – Al Ula –> Al Ula – 114 km
18/01, Etapa 11 –Al Ula –> Yanbu – 275 km
19/01, Etapa 12 – Yanbu –> Yanbu – 185 km

Competidores
778 inscritos
72 nacionalidades

Veículos e Categorias
Carros: 72 (5)*
Motos: 148
Quadriciclos: 10 (1)
Protótipos Leves: 66
UTVs (Challengers, T3): 42 (6)
UTVs (de produção, T4): 36 (5)
Caminhões: 46
Clássicos: 14
Total: 434 veículos
*Nota: entre parêntesis, quantidade de competidores brasileiros, que totalizam 17, a maior delegação brasileira no Rally Dakar

Compartilhar:

  • Data: 05/01/2024 08:01
  • Alterado: 05/01/2024 08:01
  • Redação
  • Assessoria









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados