São Paulo Evento

Com chuva e frio, público curte shows do aniversário de São Paulo

Neste ano, a programação estava centrada em artistas mulheres, com nomes como Marvvila, Tati Quebra Barraco, Baby do Brasil e Naiara Azevedo

  • Data: 26/01/2024 07:01
  • Alterado: 26/01/2024 07:01
  • Autor: Redação
  • Fonte: FOLHAPRESS
show-chuva

Imagem ilustrativa

Crédito:Reprodução - TV Globo

Na terra da garoa, a chuva acompanhou os festejos de São Paulo, que completou 470 anos nesta quinta-feira (25). Para celebrar a data, a prefeitura organizou uma programação espalhada por seis pontos da cidade.

Neste ano, a programação estava centrada em artistas mulheres, com nomes como Marvvila, Tati Quebra Barraco, Baby do Brasil e Naiara Azevedo.

Na zona norte, as apresentações aconteceram no Centro Cultural da Juventude; na zona leste, no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes e no Teatro Flávio Império; na zona oeste, na Casa de Cultura do Butantã; e, na zona sul, na Casa de Cultura Campo Limpo.

No centro, os shows se concentraram na avenida São João e tiveram início por volta das 14h com apresentação do Clube do Balanço. O evento, que no começo da tarde estava mais vazio, foi enchendo ao longo da programação e o público pareceu não se importar com o frio e chuva.

Ao longo da tarde, as pancadas de chuva fizeram com que alguns abrissem os guarda-chuvas, vestissem capas ou procurassem coberturas para se proteger.

Porém, o público não diminuiu. A autônoma Joselma Maria Ferreira Santos, 45, que mora em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo, foi com a família preparada e, quando as pancadas de chuva caíram, a família ficava debaixo do guarda-chuva para curtir o show dos Demônios da Garoa.

Eles aproveitaram a tarifa zero do ônibus no feriado para ir curtir o evento. Joelma afirma que é fã da banda e gosta de todas as músicas. Porém, não pretendia ficar até o fim do dia -a sertaneja Naiara Azevedo fechou o dia de shows as 20h.

Ela, que costuma ir aos festejos do aniversário de São Paulo todos os anos, afirma que não se sentiu tão segura no centro da cidade como nos anos anteriores.

“É impossível ficar aqui. Vim por causa deste show e depois vou embora”, disse ela, que afirma que no passado se sentiu mais tranquila com as comemorações no Vale do Anhangabaú. Neste ano, o vale recebeu um evento para os amantes do cinema desenvolvido pelo Spcine.

No palco montado no centro, quem aproveitou a tarde nos tradicionais bares da avenida São João, como o tradicional Bar Brahma, ficou numa espécie de camarote para os shows desta tarde.

Com o público animado, sambas tradicionais como “Trem das Onze” fez com que o público animasse e cantasse junto.

Compartilhar:

  • Data: 26/01/2024 07:01
  • Alterado: 26/01/2024 07:01
  • Redação
  • FOLHAPRESS









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados