Brasil - Mundo Esporte

Com 1º título de nível WTA, Bia Haddad atinge melhor ranking da carreira

A tenista brasileira subiu na lista por conta do título do Torneio de Saint Malo

  • Data: 09/05/2022 14:05
  • Alterado: 17/08/2023 04:08
  • Autor: Redação ABCdoABC
  • Fonte: Estadão Conteúdo
Com 1º título de nível WTA

Bia Haddad

Crédito:Divulgação/Joma

A atualização do ranking da WTA nesta segunda-feira trouxe uma boa notícia para o tênis brasileiro. Beatriz Haddad Maia saltou 13 colocações e apareceu na 52ª colocação, a melhor de sua carreira até agora. A tenista ascendeu na lista graças ao título do Torneio de Saint Malo, no fim de semana.

Foi sua maior conquista em nível WTA. A competição francesa distribui 125 pontos ao campeão. Na final, a brasileira superou a russa Anna Blinkova (135ª do mundo) por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/3. Até então, apenas três brasileiras haviam conquistado títulos de nível WTA em chaves de simples: Maria Esther Bueno, Niège Dias e Teliana Pereira.

“Muito feliz por esta conquista. Isso me traz mais força e motivação para seguir em frente trabalhando duro”, celebrou a tenista, que brilha agora também no ranking. Sua melhor posição no ranking era a 58ª, em 2017. Após o título e a subida na lista da WTA, ela exaltou o trabalho com o técnico Rafael Paciaroni. “Desde que iniciamos a parceria, foram sete títulos, a conquista do meu maior torneio em simples, a conquista do melhor ranking da carreira”, celebrou.

Em entrevista recente ao Estadão, Bia afirmou que sua meta é alcançar o Top 20 do ranking. E também disse ter tênis suficiente para conquistar um Grand Slam em simples. Em janeiro, ela quase obteve o feito nas duplas, no Aberto da Austrália. Foi vice-campeã, num resultado histórico para o tênis nacional.

As brasileiras Laura Pigossi e Gabriela Cé também subiram no ranking. Medalhista de bronze nas duplas na Olimpíada de Tóquio, ao lado de Luisa Stefani, Pigossi ganhou três posições no ranking de simples e alcançou o 125º posto, o melhor de sua carreira até agora. Já Gabriela Cé saltou 60 posições e figura na 232ª colocação.

Entre as tenistas mais bem colocadas do ranking, houve diversas alterações no Top 10. A checa Barbora Krejcikova subiu uma posição e aparece em segundo lugar, atrás apenas da polonesa Iga Swiatek. A grega Maria Sakkari, a estoniana Anett Kontaveit e a checa Karolina Pliskova ganharam um posto cada e figuram no quarto, quinto e sexto lugares, respectivamente.

A espanhola Paula Badosa caiu do segundo para o terceiro posto, enquanto a belarussa Aryna Sabalenka perdeu quatro colocações e está em 8º. A americana Danielle Collins e a espanhola Garbiñe Muguruza caíram uma posição cada, para 9º e 10º. O grande destaque do Top 10 foi a tunisiana Ons Jabeur, que subiu três posições e figura em 7º após ser campeã em Madri, no fim de semana.

No masculino, o principal nome foi o espanhol Carlos Alcaraz. Ele galgou três colocações e subiu para o sexto lugar, sua melhor colocação da carreira, após faturar o título em Madri. O russo Andrey Rublev ganhou uma posição e está em 7º. O mesmo aconteceu com o canadense Felix Auger-Aliassime, em 9º. Já o norueguês Cásper Ruud e o italiano Matteo Berrettini caíram três e duas colocações, respectivamente, para 10º e 8º.

Entre os brasileiros, Thiago Monteiro se aproximou de retornar ao Top 100. Ele subiu duas posições e alcançou o 101º posto. Já Felipe Meligeni e Matheus Pucinelli perderam dois lugares e estão agora em 189º e 220º, respectivamente.

Compartilhar:

  • Data: 09/05/2022 02:05
  • Alterado: 17/08/2023 04:08
  • Redação ABCdoABC
  • Estadão Conteúdo









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados