Brasil - Mundo Tecnologia e Inovação

X, ex-Twitter, planeja coletar dados biométricos, histórico de emprego e escolaridade

O X não define o que considera biométrico, embora outras empresas tenham usado o termo para descrever dados obtidos do rosto, olhos e impressões digitais de uma pessoa

  • Data: 06/09/2023 14:09
  • Alterado: 06/09/2023 14:09
  • Autor: Redação
  • Fonte: FOLHAPRESS
X

Crédito:Divulgação

O X (ex-Twitter) atualizou sua política de privacidade para incluir um novo tipo de dados do usuário que pretende coletar: os biométricos.

“Com base no seu consentimento, podemos coletar e usar suas informações biométricas para fins de segurança, proteção e identificação”, disse a empresa em sua nova política. O X não define o que considera biométrico, embora outras empresas tenham usado o termo para descrever dados obtidos do rosto, olhos e impressões digitais de uma pessoa.

Um representante do X, empresa que é sediada em San Francisco, confirmou a nova mudança de política.

As empresas de mídia social há muito tempo têm sido alvo de críticas de usuários e reguladores ao redor do mundo pela informação que coletam e como utilizam esses dados, incluindo a venda de publicidade personalizada de acordo com os interesses e históricos de busca de uma pessoa. Elon Musk, que comprou o Twitter no ano passado, afirmou que uma de suas prioridades é livrar a plataforma de contas inautênticas e incentivar mais usuários a utilizarem um serviço que aplica um selo de verificação azul, indicando que o usuário pagou US$ 8 por mês e é mais provável de ser humano.

X disse que a biometria é para usuários premium e lhes dará a opção de fornecer seu documento de identidade governamental e uma foto, para adicionar uma camada de verificação. Os dados biométricos podem ser extraídos de ambos para fins de correspondência. “Isso também nos ajudará a vincular, para aqueles que escolherem, uma conta a uma pessoa real por meio do processamento de seu documento de identidade emitido pelo governo”, disse X em um comunicado. “Isso também ajudará o X a combater tentativas de impersonação e tornar a plataforma mais segura.”

Após a atualização da política, Musk anunciou que os usuários do X poderão fazer chamadas de vídeo e áudio através da plataforma sem precisar compartilhar seu número de telefone, na mais recente expansão de serviços enquanto ele busca criar um “aplicativo tudo-em-um”.

X disse que também pretende coletar informações sobre o histórico de emprego e educação dos usuários. “Podemos coletar e usar suas informações pessoais (como histórico de emprego, histórico educacional, preferências de emprego, habilidades e capacidades, atividade de busca de emprego e engajamento, e assim por diante) para recomendar empregos para você, compartilhar com potenciais empregadores quando você se candidatar a um emprego, permitir que os empregadores encontrem candidatos potenciais e mostrar anúncios mais relevantes”, de acordo com a política de privacidade atualizada.

A política anterior, em vigor até 29 de setembro, não incluía referências a dados biométricos ou histórico de emprego e trabalho.

Uma ação coletiva proposta no início deste ano alegou que o X capturou, armazenou e usou indevidamente os dados biométricos de residentes de Illinois sem consentimento. O X “não informou adequadamente as pessoas que interagiram (conscientemente ou não) com o Twitter, de que ele coleta e/ou armazena seus identificadores biométricos em todas as fotografias que contenham um rosto que é carregado no Twitter”, de acordo com a ação, que foi protocolada em 11 de julho.

.

Compartilhar:

  • Data: 06/09/2023 02:09
  • Alterado: 06/09/2023 02:09
  • Redação
  • FOLHAPRESS









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados