Vasco vence sem sustos e mantém Corinthians em crise e no Z4

Lucas Piton, lateral revelado pelo Corinthians, marcou o primeiro gol do Vasco no jogo. Sforza, com um golaço de falta, fechou o placar.

  • Data: 10/07/2024 22:07
  • Alterado: 10/07/2024 22:07
  • Autor: Redação
  • Fonte: Uol/FolhaPress/Alexandre Araújo e Renan Liskai
vasco-corinthians

Crédito:Matheus Lima/Vasco da Gama

Você está em:

O Vasco venceu o Corinthians por 2 a 0, nesta quarta-feira (10), em São Januário, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A vitória teve a marca da ‘lei do ex’. Lucas Piton, lateral revelado pelo Corinthians, marcou o primeiro gol do Vasco no jogo. Sforza, com um golaço de falta, fechou o placar.

Ramón Díaz, novo técnico do Corinthians e ex-Vasco, assistiu ao jogo das tribunas. O argentino foi anunciado como novo comandante do Timão na tarde desta quarta-feira.

O Vasco conquistou a terceira vitória consecutiva, chegou aos 20 pontos e assumiu a 10ª colocação no Campeonato Brasileiro. O Corinthians, por outro lado, segue com 12 e dentro da zona de rebaixamento, no 17° lugar da competição.

O Corinthians volta a campo na próxima terça-feira (16), quando recebe o Criciúma, às 21h (de Brasília). O Vasco enfrenta o Atlético-GO, fora de casa, no dia seguinte, às 19h (de Brasília). Os dois jogos serão válidos pela 17ª rodada do Brasileirão.

COMO FOI O JOGO

O Vasco teve a bola durante a etapa inicial, mas quem levou mais perigo foi o Corinthians. Jogando em casa, o time carioca até ensaiou uma pressão nos primeiros minutos, mas ela foi bem controlada pela equipe corintiana. O Timão, por sua vez, apostou nos lances pelo lado esquerdo, com Wesley e Matheus Bidu. As principais chances, no entanto, vieram por meio da bola parada. Nos acréscimos, o Vasco conseguiu criar oportunidades, porém nenhuma que exigisse muito de Matheus Donelli.

O Vasco voltou melhor para o segundo tempo e contou com ‘lei do ex’ e golaço. Empurrados pelo torcida, os donos da casa quase marcaram com Vegetti, e balançaram a rede com Piton. O time carioca passou a ter mais volume de jogo, e o Corinthians apostou nas saídas em velocidade. As substituições deram um respiro em ambos os lados, mas sem mudar tanto o cenário da partida. Com dificuldades para criar, o time paulista praticamente não assustou Léo Jardim e ficou longe do empate. Nos acréscimos, Sforza anotou um golaço em cobrança de falta próxima a área e decretou a vitória vascaína.

LANCES IMPORTANTES E GOLS 

Wesley recebeu pela ponta esquerda e serviu Matheus Bidu. Dentro da área, o lateral dominou, levou para a perna direita e bateu rasteiro. A bola passou próxima à trave esquerda de Léo Jardim.

Igor Coronado cobrou falta no ângulo esquerdo de Léo Jardim, que voou e conseguiu espalmar para escanteio.

Romero leva perigo em escanteio. No lance seguinte à defesa de Léo Jardim, Coronado cobrou escanteio na cabeça de Romero que, na primeira trave, tentou desviar para o gol, mas mandou à esquerda do gol.

No final do primeiro tempo, Praxedes ganhou sobra de escanteio de Matheus Bidu, Adson arrancou desde o campo de defesa, tabelou com Praxedes e, da entrada da área, finalizou colocado, mas mandou por cima.

Matheuzinho salva o Corinthians. No começo do segundo tempo, Adson serviu Vegetti com uma cavadinha dentro da área. O centroavante dominou, protegeu e finalizou de direita. Matheuzinho, mesmo caído, esticou a perna e conseguiu desviar.

Aos 9 minutos, Lucas Piton recebeu pelo lado esquerdo, deixou Romero para trás, invadiu a área e finalizou cruzado para abrir o placar para o Vasco.

Sforza mata o jogo com golaço. O Vasco fechou o jogo com um golaço. Aos 49 minutos, Sforza cobrou falta da entrada da área com categoria, e a bola morreu no ângulo esquerdo de Matheus Donelli, que até pulou, mas não alcançou.

VASCO

Léo Jardim; Paulo Henrique, Maicon, Léo e Lucas Piton (Leandrinho); Hugo Moura (Zé Gabriel), Mateus Carvalho (Sforza) e Praxedes (JP); Adson (Bruno Lopes), David e Vegetti. T.: Rafael Paiva

CORINTHIANS

Matheus Donelli; Matheuzinho, Félix Torres, Cacá e Matheus Bidu; Raniele (Ryan), Breno Bidon (Giovane) e Igor Coronado; Romero (Pedro Henrique), Wesley (Matheus Araújo) e Yuri Alberto (Pedro Raul). T.: Raphael Laruccia

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Rafael Rodrigo Klein (RS)

Assistentes: Lúcio Beiersdorf Flor (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS)

VAR: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MG)

Gols: Lucas Piton (9’/2°T), Sforza (49’/2°T)

Cartões amarelos: David, Mateus Carvalho, Bruno Lopes (VAS), Raniele, Félix Torres, Giovane, Igor Coronado, Cacá (COR)

Compartilhar:

  • Data: 10/07/2024 10:07
  • Alterado: 10/07/2024 10:07
  • Autor: Redação
  • Fonte: Uol/FolhaPress/Alexandre Araújo e Renan Liskai









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados