São Paulo Automobilismo

Stock Car: Cesar Ramos supera estratégia de Felipe Massa e ganha a corrida sprint

Piloto gaúcho não deixa espaço para a concorrência e fatura a primeira prova do fim de semana; Thiago Camilo fecha o pódio

  • Data: 20/04/2024 17:04
  • Alterado: 20/04/2024 17:04
  • Autor: Redação
  • Fonte: Marcos Antomil/Estadão Conteúdo

Seleção brasileira bateu a Sérvia por 3 sets a 0 neste domingo

Crédito:

Cesar Ramos, da Ipiranga Racing, venceu a corrida sprint da terceira etapa da temporada 2024 da Stock Car Pro Series, no Autódromo de Interlagos. Largando em segundo lugar, o gaúcho contou com o abandono de Gabriel Casagrande e com uma boa estratégia de parada de boxes para subir ao lugar mais alto do pódio.

Quem ficou com a segunda posição foi Felipe Massa, da TMG Racing, que conseguiu um enorme progresso na prova e sonhou com a vitória. Thiago Camilo, também da Ipiranga Racing, completou o pódio neste sábado. Pole position na corrida principal, Marcos Gomes ficou com o 10º lugar. Os carros da Stock Car voltam a acelerar em Interlagos às 12h30 deste domingo.

Com a vitória na sprint, Cesar Ramos sobe para a sétima colocação do campeonato, com 106 pontos. A liderança é de Julio Campos, com 139, seguido de Massa, com 132. “Foi como uma final de campeonato para mim”, disse o ganhador da prova.

A prova começou com muitas disputas por posição. Com o passar das voltas, foram formados pelotões, com brigas roda com roda. Casagrande sustentou a ponta até a quarta volta, mas foi superado pro Cesar Ramos. Logo depois, Rubens Barrichello – que lutava por posições intermediárias – foi tocado por Gabriel Robe, bateu na curva do sol e precisou abandonar. “Tem uma garotada que precisa aprender a andar lado a lado”, afirmou o piloto ex-Fórmula 1. Robe foi penalizado com um drive through.

A prova ganhou nova emoção quando, na sexta volta, o carro de Casagrande parou na junção, provocando a entrada do safety car. Com o abandono do líder do campeonato, a dupla da Ipiranga Racing ficou na liderança, com Ramos e Thiago Camilo.

Com a janela aberta para parada obrigatória de boxes e troca de um dos pneus, quem assumiu provisoriamente a liderança foi Felipe Massa. A estratégia de Massa parecia ter resultado, mas seu pit stop não foi bom, e Ramos usou bem os pushs disponíveis para dar maior potência ao carro, recuperou a ponta e se manteve na liderança até encontrar a bandeira quadriculada.

RALI NA AMAZÔNIA?

Durante a etapa na capital paulista, a Stock Car lançou uma ação provocativa chamada de “Amazon Desert Rally”. A iniciativa trata de um processo paulatino de desertificação da Amazônia causado pelo desmatamento e mau uso dos recursos naturais. Em um cenário de seca irreversível dos rios, a região poderia se tornar um grande deserto, como o que abriga o famoso Rali Dakar. A ideia é alertar para os impactos ambientais e “não patrocinar essa corrida”, como sugere o slogan da campanha.

Presente no Autódromo de Interlagos, o líder do povo indígena Paiter Suruí, Celso, de Cacoal-RO, presidente da Cooperativa Indígena Garag Itxa – cujo foco é na plantação de café e banana -, foi o responsável por dar a bandeirada ao fim da corrida sprint. “Precisamos produzir com responsabilidade e respeito com a natureza. Nós plantamos e preservamos a floresta. A hora de mudança é agora e para todos, seja você rico ou pobre”, disse o cacique em entrevista ao Estadão.

Classificação final da corrida sprint

Cesar Ramos – 33min13s693

Felipe Massa – a 2s103

Thiago Camilo – a 3s970

Guilherme Salas – a 5s588

Ricardo Zonta – a 6s616

Nelsinho Piquet – a 8s597

Julio Campos – a 10s192

Enzo Elias – a 10s249

Felipe Baptista – a 11s430

Marcos Gomes – a 12s239

Átila Abreu – a 13s064

Rafael Suzuki – a 13s843

Lucas Foresti – a 15s813

Dudu Barrichello – a 18s449

Gianluca Petecof – a 20s155

Daniel Serra – a 21s833

Zezinho Muggiati – a 22s863

Felipe Fraga – a 23s379

Allam Khodair – a 24s107

Arthur Leist – a 29s603

Lucas Kohl – a 30s458

Bruno Baptista – a 31s767

Luan Lopes – a 31s954

Vitor Baptista – 56s801

Gabriel Robe – 57s191

Gaetano di Mauro – a 2 voltas

Abandonaram: Gabriel Casagrande, Rubens Barrichello e Ricardo Maurício.

Compartilhar:

  • Data: 20/04/2024 05:04
  • Alterado: 20/04/2024 05:04
  • Autor: Redação
  • Fonte: Marcos Antomil/Estadão Conteúdo









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados