Ministério da Saúde entrega primeiras doses da nova vacina contra Covid-19

Imunizantes foram distribuídos, inicialmente, para os estados do Paraná, Goiás, Maranhão e Mato Grosso

  • Data: 10/05/2024 08:05
  • Alterado: 10/05/2024 08:05
  • Autor: Redação
  • Fonte: Ministério da Saúde
vacina-covid

Crédito:Agência Brasil

Você está em:

O Ministério da Saúde inicia, nesta quinta-feira (9), as primeiras entregas da vacina atualizada da covid-19. As doses desembarcaram, inicialmente, nos estados do Paraná, Goiás, Maranhão e Mato Grosso para a vacinação dos públicos elegíveis. Para o Paraná foram destinadas 136.800 doses, o estado do Maranhão está recebendo 90.400 doses, Goiás recebe 86.400 e o Mato Grosso completa o primeiro dia de recebimento das vacinas com mais 47.200 doses.

Hoje (10), está prevista a chegada dos imunizantes nos estados do Amapá, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Piauí, Rondônia e Santa Catarina. Todas as demais unidades da federação receberão suas parcelas ao longo das próximas semanas.

Os primeiros lotes das 12,5 milhões de doses adquiridas pelo Ministério da Saúde desembarcaram no Brasil na última quinta-feira (2). Os imunizantes foram liberados para distribuição após análise do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). A vacina foi recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Desde 1º de janeiro de 2024, a vacinação contra a Covid-19 para pessoas do grupo prioritário e de crianças de seis meses a menores de cinco anos está incluída no Calendário Nacional de Vacinação. A pasta também passou a recomendar uma dose anual ou semestral para grupos prioritários com cinco anos de idade ou mais e maior risco de desenvolver formas graves da doença, independentemente do número de doses prévias recebidas.

Esquema vacinal

Todo o esquema vacinal contra covid-19 está disponível nesta página, no site do Ministério da Saúde.

As orientações quanto aos procedimentos de armazenamento e aplicação a serem adotados estão disponíveis em uma nota técnica do Departamento do Programa Nacional de Imunizações da pasta (DPNI), a ser enviada hoje a estados e municípios.

Além disso, o antiviral nirmatrelvir/ritonavir está disponível em toda a rede do SUS para tratamento da infecção pelo vírus logo que os sintomas aparecerem e houver confirmação de teste positivo. Este medicamento é indicado apenas para pessoas com mais de 65 anos e pacientes imunossuprimidos com mais de 18 anos.

Compartilhar:

  • Data: 10/05/2024 08:05
  • Alterado: 10/05/2024 08:05
  • Autor: Redação
  • Fonte: Ministério da Saúde









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados