São Paulo Economia

Maior cooperativa de energia compartilhada do Brasil chega ao Estado de SP

Cooperativa visa atender 20.000 consumidores até o início de 2024

  • Data: 04/12/2023 12:12
  • Alterado: 04/12/2023 12:12
  • Autor: Redação
  • Fonte: Assessoria
energia-compartilhada

Crédito:Divulgação/COGECOM

A COGECOM, primeira cooperativa de energia compartilhada, que nasceu no Paraná, elege o estado de São Paulo para instalar mais uma filial. Atualmente, a marca está presente em 8 estados da federação. A cooperativa tem planos para atingir 20 mil consumidores até o final deste ano com 100 MW de energia contratada. Segundo o presidente da cooperativa, Roberto Corrêa, serão investidos cerca de R$ 2 milhões neste ano no estado. “São Paulo é uma vitrine para o restante do país e possui a maior economia do Brasil”, disse.

Para o executivo o mercado paulista ainda está em desenvolvimento. “Os resultados podem demorar um pouco para surgirem, o mercado ainda não está maduro e estamos começando a implantar um modelo de cooperativa no estado de São Paulo, mas a perspectiva de crescimento é muito boa porque São Paulo tem 30% do PIB do país e isso traz uma expectativa de crescimento muito grande no curto prazo”, ressaltou.

A COGECOM avalia São Paulo como ponto fundamental no plano de expansão nacional da marca e sua compensação de energia. Para Corrêa, o estado é o principal mercado nacional, tanto em volume de usinas como potencial de novos clientes associados. “Uma de nossas metas no estado é o contato com usinas para uma expansão dos negócios. Usinas geradoras de energia renovável, empresas de projetos e implantação de usinas renováveis (integradores de energia solar) e consumidores finais preocupados com o tema ESG. A meta é atingir 500 novas usinas de geração no estado”, explica ele. 

A COGECOM entende que vai entrar nesse mercado para apresentar um produto novo, um processo que demanda um tempo de maturação. Para Corrêa, “os primeiros aderentes experimentam, gostam e de fato quando você chega num segundo patamar eles começam a indicar para os demais”.

Até o final desse ano, além dos 20.000 clientes projetados em São Paulo, a cooperativa espera atingir os 100 MW de energia contratada. No sul do país, esse volume deve passar a casa de 500 MW de potência em portfólio de contratação de usinas. “No sul já estamos próximos de bater as 1.000 usinas contratadas pela COGECOM e esse é um número bastante representativo para nós”, finalizou.

Saiba mais em: www.cogecom.com.br

Compartilhar:

  • Data: 04/12/2023 12:12
  • Alterado: 04/12/2023 12:12
  • Redação
  • Assessoria









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados