São Paulo Saúde

Luzes de monumentos da capital paulista serão desligadas para alertar sobre câncer ocular em crianças

A ação do Hospital do GRAACC, em parceria com a prefeitura de SP, ocorrerá em seis cartões-postais da cidade na segunda-feira, 18, das 22h às 22h30

  • Data: 18/09/2023 17:09
  • Alterado: 18/09/2023 17:09
  • Autor: Redação
  • Fonte: GRAACC
ponte

Ponte Estaiada

Crédito:Prefeitura de SP

O Hospital do GRAACC, referência no tratamento de casos de alta complexidade do câncer infantojuvenil, em parceria com a prefeitura de São Paulo, irá desligar, por 30 minutos, das 22h às 22h30, a iluminação de seis locais considerados cartões-postais da cidade, na próxima segunda-feira, dia 18. A iniciativa é um alerta às pessoas sobre a importância da atenção aos sinais e sintomas do retinoblastoma, câncer ocular que acomete crianças pequenas, e o incentivo ao diagnóstico precoce à descoberta da doença.

Os locais escolhidos para a intervenção foram: Ponte Estaiada, Viaduto do Chá, Páteo do Collegio, Biblioteca Mário de Andrade, Edifício Matarazzo e Monumento às Bandeiras. Apesar de raro, o retinoblastoma é o tipo mais comum de câncer no olho em crianças, independentemente de sexo ou etnia. Formado na retina, 95% dos casos ocorrem em crianças de até 5 anos.

A maioria dos casos de retinoblastoma se manifesta em apenas um dos olhos. Porém, um percentual de 30 a 40 % afetam os dois. A doença pode surgir também por hereditariedade, o que ocorre em aproximadamente 40% dos casos.

“A iniciativa de apagar as luzes de monumentos que representam a cidade de São Paulo não é uma ação simples, é um alerta de grande importância para que mais e mais pessoas se atentem ao retinoblastoma. Desde a fundação do Hospital do GRAACC, há mais de 30 anos, nos empenhamos em conscientizar sobre o diagnóstico precoce, pois é imprescindível para a descoberta de qualquer tipo de câncer. Quanto mais cedo for descoberto, maiores são as chances de cura”, ressalta Tammy Allersdorfer, Superintendente de Desenvolvimento Institucional do Hospital do GRAACC.

PRINCIPAIS SINTOMAS

Para a oncologista pediátrica e especialista em retinoblastoma, dra. Carla Macedo, os cuidados com os olhos, desde os primeiros dias de vida da criança, são fundamentais. “O exame de fundo de olho é o mais indicado na rotina de consultas com o pediatra para diagnosticar em estágio inicial qualquer alteração ocular nos bebês. Independente do surgimento ou não de sintomas aparentes é muito importante também que pais e responsáveis levem a criança para avaliação de um oftalmologista no primeiro ano de vida”, alerta a médica do Hospital do GRAACC.

Alguns sintomas podem revelar alterações oculares que devem ser investigadas. Os mais comuns são:

Reflexo branco na pupila: (reflexo do olho de gato). Pode ser percebido quando o olho da criança aparece com um brilho branco diferente em fotos tiradas com flash e, também, por meio de um exame oftalmológico. É considerado um dos principais sinais de retinoblastoma;

Estrabismo: desvio ocular que pode acontecer por conta da fraqueza do músculo que controla o movimento do olho, sendo o retinoblastoma uma das raras causas;

Proptose: deslocamento anterior do olho na cavidade da órbita.

Outros sinais também merecem atenção como, por exemplo: problemas de visão; aumento do tamanho do olho, dor nos olhos; vermelhidão da parte branca do olho e sangramento na parte anterior do olho.

Compartilhar:

  • Data: 18/09/2023 05:09
  • Alterado: 18/09/2023 05:09
  • Redação
  • GRAACC









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados