Legião brasileira busca título na etapa nacional do Circuito Mundial de vôlei de praia

Challenge de Itapema, que começa nesta quinta-feira, tem 20 duplas brasileiras inscritas

  • Data: 13/04/2022 18:04
  • Alterado: 17/08/2023 05:08
  • Autor: Redação
  • Fonte: CBV
Legião brasileira busca título na etapa nacional do Circuito Mundial de vôlei de praia

Itapema recebe etapa Challenge do Circuito Mundial até domingo

Crédito:Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Você está em:

Uma legião brasileira tomou as areias do Circuito Mundial de vôlei de praia. Na primeira etapa, foram 10 duplas. Na segunda, 11. Em casa, a participação verde e amarela será ainda maior. Nesta quinta-feira, começa o Challenge de Itapema, em Santa Catarina, com nada menos que 20 parcerias brasileiras inscritas. A invasão se explica por uma mudança no regulamento, que acabou com a limitação de quatro duplas por gênero por país. Melhor para os brasileiros, que já venceram a competição 41 vezes (24 no feminino e 17 no masculino), incluindo o título de Ágatha e Duda no ano passado.

“Essa mudança na regra do Circuito Mundial abriu boa oportunidade para as equipes brasileiras, principalmente aquelas com menos pontos no ranking. Para a CBV também foi positivo, pois o investimento e o incentivo às duplas não esbarram na limitação de vagas. Também nos incentiva a ter um Circuito Brasileiro com o melhor nível técnico maiores desafios, para que nossas duplas estejam preparadas para as disputas internacionais”, analisa Guilherme Marques, gerente de vôlei de praia da CBV.

“O tênis e o surfe também não têm essa regra e seguem se desenvolvendo e crescendo. Fico feliz que a Federação Internacional tenha feito essa mudança, que segue o princípio de que vence o melhor. As chances passam a ser iguais para todo mundo”, destacou Pedro Solberg, campeão do Circuito Mundial em 2008.

O Challenge de Itapema começa na quinta-feira, às 9h, na arena montada na Meia Praia, em Itapema. A entrada é franca para torcer pelos brasileiros e ver algumas das melhores duplas do vôlei de praia internacional. No torneio feminino, Bárbara Seixas/Carol Solberg, Talita/Rebecca, Andressa/Vitória, Elize Maia/Thâmela, Tainá/Vic e Taiana/Hegê entram no torneio principal; enquanto Josi/Carol Goerl, Thainara/Aline, Ana Luiza/Rupia e Juliana Simões/Teresa disputam o qualifying. Entre os homens, a chave principal tem George/André Stein, Evandro/Álvaro Filho, Alison/Guto e Vitor Felipe/Renato. Bruno Schmidt/Saymon, Pedro Solberg/Arthur Lanci, Arthur Mariano/Adrielson, Nico/Samuel, Vinicius Freitas/Oscar e Gabriel Santiago/Lyan estão inscritos no qualifying.

“Temos grande duplas, e o nível da competição é muito alto. Os times brasileiros se conhecem muito, o que torna os jogos mais atrativos para o público”, explica Taiana. Campeã do Circuito Mundial em 2013, e prata na etapa de Itapema do Circuito Mundial em 2021, ao lado de Hegê, a jogadora não esconde a empolgação por disputar mais um torneio internacional em solo brasileiro.

“Vamos compartilhar esses momentos com nossa equipe, com os familiares – minha irmã Thais vem de Fortaleza para me assistir em um evento internacional – e com a torcida, que joga junto o tempo todo. Isso torna o ambiente muito mais empolgante e incrível. Jogar vôlei de praia nessa atmosfera é realmente um privilégio”.

A partir deste ano, o Circuito Mundial tem novo formato, dividido em etapas Elite 16, Challenge e Future. As disputas Elite reúnem os 12 primeiros colocados do ranking e quatro duplas vindas do qualifying com 16 equipes. Importantes para somar pontos no ranking e entrar na briga por um lugar no Elite, os Challenges – como o de Itapema – têm 24 duplas no torneio principal, oito vindas do qualifying com 32 duplas. O Future, voltado para o desenvolvimento do esporte e dos atletas, terá 16 equipes na chave principal e 16 no qualifying.

Compartilhar:

  • Data: 13/04/2022 06:04
  • Alterado: 17/08/2023 05:08
  • Autor: Redação
  • Fonte: CBV









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados