São Paulo Saúde

Estado de SP ultrapassa 625 mil casos por dengue só neste ano

Desses, 7.557 têm sinal de alarme e 800 já estão internados em estado grave; casos prováveis já somam 1.3 milhão

  • Data: 19/04/2024 13:04
  • Alterado: 19/04/2024 13:04
  • Autor: Redação
  • Fonte: Folhapress
acao-dengue

Crédito:Paulo Pinto/Agência Brasil

O estado de São Paulo contabiliza 625.384 casos confirmados de dengue. Desses, 7.557 representam sinal de alarme e 800 evoluíram para o estágio grave da doença.

Há ainda 1.358.498 casos notificados sob investigação. Os dados são do painel de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde até o dia 19 de abril.

Já o número de mortes por dengue no estado chegou a 342. Outras 659 mortes estão em investigação.

Alguns dos sinais de alarme são: dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramento de mucosas, queda de pressão arterial, aumento do tamanho do fígado, letargia ou irritabilidade, acúmulo de líquidos em cavidades corporais (ascite, derrame pleural, derrame pericárdico), aumento progressivo do hematócrito e hipotensão postural (tontura ao levantar).

Até o momento, a cidade de São Paulo registra a maior quantidade de mortes pela doença (39), seguida por Guarulhos (26), na região metropolitana, Jacareí (20) e Taubaté (15).

Somente 10 dos 96 distritos administrativos da cidade de São Paulo não possuem uma incidência elevada de dengue. A incidência considerada para ser declarada epidemia, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), é a superior a 300 casos por 100 mil habitantes.

Em todo o país foram registrados, até esta sexta-feira (19), 1.544 mortes e 3.507.062 casos prováveis de dengue em 2024.

Apesar da situação de emergência, o país tem uma baixa procura pela vacinação. Por causa disso, o Ministério da Saúde ampliou a quantidade de municípios que deveriam receber vacinas.

De acordo com a pasta, 13 estados brasileiros vivem um cenário de estabilidade na incidência de dengue, e o Distrito Federal e oito outras unidades da federação têm tendência de queda. Os dados foram divulgados na última terça (16). São Paulo é um dos locais que têm incidência estável.

Hoje é recomendada a imunização de crianças de 10 a 14 anos contra a dengue no Brasil, de acordo com critérios de recomendação também da OMS.

A dengue é uma das doenças que têm causado a lotação de UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) na capital paulista. Pacientes aguardam horas para conseguirem atendimento.

Compartilhar:

  • Data: 19/04/2024 01:04
  • Alterado: 19/04/2024 01:04
  • Autor: Redação
  • Fonte: Folhapress









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados