Destinação correta de resíduos é a etapa final para um ciclo produtivo sustentável

Especialista do setor de bebidas compartilha soluções implementadas para viabilizar a gestão de resíduos e diminuir o impacto das fábricas no meio ambiente

  • Data: 20/06/2024 17:06
  • Alterado: 20/06/2024 17:06
  • Autor: Redação
  • Fonte: Assessoria
residuos

Crédito:Divulgação

Você está em:

A cada dia, os consumidores estão mais conscientes sobre os produtos que adquirem, valorizando empresas que se preocupam com a sustentabilidade e o manejo de resíduos. Atualmente, destinar corretamente os resíduos industriais é uma tarefa difícil para muitas empresas, mas quando falamos de compostagem uma indústria de bebidas brasileira é referência no assunto:  a Zanlorenzi Bebidas.

“Hoje, não temos como pensar em uma indústria que não preza pelo meio ambiente. Precisamos entender a necessidade de preservar o que é da natureza e, encaminhando os resíduos para os destinos corretos, estamos ajudando no equilíbrio do sistema, economizando os recursos naturais e promovendo a sustentabilidade”, conta Emanuelle Cavalin Schlottag, coordenadora de operações na empresa.

Com a dimensão da produção para atender à demanda nacional de sucos e vinhos, a sustentabilidade é um fator essencial para a empresa, que para diminuir a produção de resíduos, durante o período da safra, a filial do Rio Grande do Sul, reaproveita os talos dos cachos de uva. Todo esse processo gera um resíduo sólido que posteriormente é transformado em briquetes e exportado como combustível.

Da mesma forma, o bagaço das frutas provenientes da produção das bebidas é transformado em matéria-prima na fabricação de ração animal. Posteriormente esse produto é enviado para produtores rurais parceiros da Zanlorenzi Bebidas.

“Todos os nossos resíduos são separados no ponto de geração e acondicionados em locais demarcados até a coleta final. A maior parte dos descartes é enviada para a reciclagem e para a compostagem”, detalha a coordenadora.

Para viabilizar a logística de destinação de resíduos de uma forma responsável, a especialista conta que é indispensável a homologação dos fornecedores que coletam esse material para garantir todas as documentações legais necessárias. É importante olhar para cada resíduo, avaliar seu impacto no meio ambiente, estudar as possibilidades de reciclagem, reaproveitamento ou de redução para, então, entender qual o melhor destino.

“Realizamos internamente a separação e enviamos para os destinadores com a emissão de todos os documentos ambientais que a legislação exige. Isso nos traz segurança na operação e a certeza da destinação correta daquele resíduo”, finaliza.

Composta +

Em 2023, a parceria entre Zanlorenzi e a Composta+ gerou impactos positivos significativos. A Composta+, startup curitibana, coleta e trata resíduos orgânicos, transformando-os em adubo por meio da compostagem. Essa prática não apenas reduz a emissão de gases de efeito estufa em até 100 vezes, mas também aumenta a reciclagem, diminui a produção de resíduos em até 50% e contribui para um ambiente mais limpo e saudável.

A Zanlorenzi destina seus resíduos orgânicos à Composta+, que transforma as cinzas da caldeira da empresa em adubo. Por outro lado, recebe mudas de hortaliças e temperos para realizar sorteios entre nossos colaboradores. Essa parceria reflete o compromisso com a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental.

Compartilhar:

  • Data: 20/06/2024 05:06
  • Alterado: 20/06/2024 05:06
  • Autor: Redação
  • Fonte: Assessoria









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados