Argentina enfrenta onda de frio polar, com pinguim na rua e pato preso no gelo

Uma moradora se deparou com um pinguim atravessando a rua na segunda (8).

  • Data: 11/07/2024 15:07
  • Alterado: 11/07/2024 15:07
  • Autor: Redação
  • Fonte: Uol/FolhaPress
pinguim-argentina

Crédito:Reprodução/Redes Sociais

Você está em:

Em meio a onda de frio polar enfrentada pela Argentina, moradores se depararam com algumas situações inusitadas nos últimos dias. Um pinguim foi visto perdido no meio da rua, uma fonte de água congelou e até um pato ficou preso no gelo.

Uma moradora se deparou com um pinguim atravessando a rua na segunda (8). O caso aconteceu na cidade de Río Grande e a mulher passava de carro no momento. ‘‘Está vindo em direção ao meu veículo”, disse ao puxar o freio de mão.

Um outro morador publicou no último sábado (6) um vídeo em que ajuda um pato a se desprender do gelo. O animal apareceu tentando se descolar da borda de um taque, mas ficou completamente preso e até perdeu algumas penas para sair.

A água da Fonte dos Continentes em Mendonza congelou e virou uma escultura de gelo. No parque General San Martín, os visitantes registraram como está o monumento com as temperaturas abaixo de 0ºC.

FENÔMENO NÃO OCOORIA DESDE 2013, DIZEM ESPECIALISTAS

Serviço Meteorológico Nacional emitiu alerta vermelho devido ao frio extremo em grande parte da Argentina. As temperaturas registradas são ”extremamente inferiores às médias normais mesmo para julho, o mês mais frio do ano”, explicou a Meteored.

Nesta quarta (10), quase todas as províncias argentinas tiveram uma manhã abaixo de zero. Hoje, a Uspallata liderou a lista de locais mais frios do país com -10,2ºC, enquanto a massa de ar polar faz cair temperaturas em outras regiões. 

Buenos Aires registrou cinco mortes pelo frio. Em menos de um mês, ao menos cinco em situação de rua morreram por hipotermia, segundo levantamento de organizações sociais da Argentina

Compartilhar:

  • Data: 11/07/2024 03:07
  • Alterado: 11/07/2024 03:07
  • Autor: Redação
  • Fonte: Uol/FolhaPress









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados