São Paulo Educação

Alunos inscritos de fora de São Paulo prejudicados por greve terão Provão garantido em 2024

Medida foi alinhada entre a Secretaria da Educação do Estado e Ministério Público de São Paulo

  • Data: 28/11/2023 19:11
  • Alterado: 28/11/2023 19:11
  • Autor: Redação ABCdoABC
  • Fonte: Governo do Estado de SP
Retratos de Alunos do Ensino Médio para redes sociais

Crédito:Divulgação

A Secretaria da Educação de São Paulo (Seduc-SP) adotou medidas para garantir que os alunos de institutos federais de São Paulo, além dos que são das redes públicas de outros estados, tenham direito a participar do Provão Paulista em 2024 se não puderem comparecer ao segundo dia de exame por conta da greve dos transportes na capital e região metropolitana.

A decisão vale para estudantes da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, uma vez que a prova, que aconteceria para esse grupo nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, foi adiada para os dias 1º e 4 de dezembro em razão da greve. Ou seja, aqueles estudantes que não têm condições de permanecer na capital de São Paulo no fim de semana e participar dos dois dias de avaliação poderão participar das provas nos anos seguintes, com manutenção do direito de disputar uma vaga nas universidades participantes do Provão Paulista Seriado.

Para isso, estudantes prejudicados precisarão enviar um e-mail até o dia 8 de dezembro para o endereço requerimentoprovaopaulista@educacao.sp.gov.br com documentos que comprovem a impossibilidade de eles participarem do segundo dia de prova. Os documentos serão avaliados pela Educação.

A definição foi acordada pela Seduc em conjunto com o Ministério Público. Uma comissão para definir as regras de pontuação desses estudantes para os próximos anos será formada pela Educação de SP e as instituições de ensino superior conveniadas — USP, Unicamp, Unesp, Fatecs e Univesp.

Classificação de estudantes dos institutos federais

Para efeito de classificação, proporção e distribuição de vagas nas instituições de ensino superior (USP, Unicamp, Unesp, Fatecs e Univesp), os estudantes matriculados na rede pública federal serão alocados no grupo B, junto com candidatos das instituições ou redes públicas municipais, estaduais e distrital. Uma nova publicação nomeará especificamente os institutos federais neste grupo.

Vale lembrar que o grupo A é formado por alunos da rede pública estadual paulista — de unidades da Seduc-SP —, o grupo C por aqueles matriculados em escolas técnicas do Centro Paula Souza (Etecs) e o grupo D candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

Compartilhar:

  • Data: 28/11/2023 07:11
  • Alterado: 28/11/2023 07:11
  • Redação ABCdoABC
  • Governo do Estado de SP









Copyright © 2023 - Portal ABC do ABC - Todos os direitos reservados